Artigo do Mês » Guia prático de Gerenciamento de Canaril

sexta-feira, 18 de maio de 2012

Pânico Noturno!

Clique na imagem e Fale com o Dr.
O Pânico Noturno é um comportamento muito conhecido entre os criadores de calopsitas e outras aves; e se trata de um "susto" que a ave toma por qualquer motivo que seja, desde uma simples sombra, insetos, roedores e brinquedos oferecidos anti stress e até um barulho alto ou algo que caiu em outra gaiola. A calopsita nesse momento, começa a se debater na gaiola... de forma que, conforme ela bate as asas contra os utensílios da gaiola, como poleiros e as próprias grades, os canhões acabam se quebrando nas pontas das asas, causando muito sangramento e desespero aos donos. 
É necessário que o dono da calopsitas ou qualquer que seja a ave tente identificar sempre o causador do pânico nelas, para que saiba como evita-los. Dependendo da intensidade, e se a ave se bater por muito tempo, isso pode ter consequências sérias para ela, como perfuração de algum orgão, fratura da asa ou utros ossinhos; se houverem calopsitas em postura ou mesmo chocando, poderá haver quebra dos ovos ou serem transportados acidentalmente para a ante sala do ninho ou mesmo machucar os filhotes. Por isso, lembre-se sempre que, para uma noite tranquila, é necessário que a ave passe a noite coberta, com ambiente em meia-luz. A escuridão total assusta mais ainda elas. Para cobrir, evite panos atoalhados, que possuem brechas que elas podem desfiar. Essas linhas quando ingeridas, acumulam no papo e acabam estagnadas ali e somente podem ser retiradas com cirurgia.

A calopsita ou qualquer outra ave que teve pânico, fica extremamente assustada e por isso, no momento em que você chegar ao criadouro, passe tranquilidade a ela. Faça uma voz serena e movimentos leves. Assim que ela estiver mais calma ( as vezes demora um pouco), proceda com a limpeza, caso identifique que ela se machucou. Nunca lave a ave, de forma que a deixe encharcada após o pânico; limpe-a com soro nas partes afetadas e tente identificar quais canhões quebraram e estão causando o sangramento. Caso você consiga identificar, arranque-o... Após isso, estanque o sangue do local com pó hemostático. Canhões abertos são brechas para infeccções. Caso existam muitos canhões quebrados, conte com o auxílio de uma pinça e uma toalha para segurá-la, de forma que fique mais confortável. Se você perceber que não vai conseguir, leve-a a um veterinário para que ele faça e analise a situação. Em caos que tenha que arrancar canhões das assas eu sugiro procurar o auxilio de um veterinário, pois um erro pode causar a quebra da asa da ave.

Após retirada dos canhões quebrados, mantenha-a aquecida; para isso, poderá ser utilizada uma lampada de 20w ou 40w, branca ou azul, leitosa, indiretamente onde ela estiver. Caso ela esteja muito assustada ainda ou muito machucada, coloque-a em uma gaiola sem poleiros ou uma caixinha de transporte por exemplo. Em todos os casos, fique com sua calopsita ou ave em observação e em qualquer situação que fuja o controle (calopsita muito debilitada ou muitos canhões quebrados), procure rapidamente a assistencia de um veterinário especializado.

Legenda:
» Canhões ( Aparência de um cano na junção da pena com o corpo)
» Pó hemostático
Funciona como poderoso coagulante.
Estanca o sangue durante o corte das unhas dos animais domésticos como cães, gatos, furões e pássaros.

Dica do Criador: Instale próximo do local uma lampada de pouco consumo, eu utilizo de 25w ou 40w de cor verde para incomodar o minimo possível o sono da aves, mas que predomine um ambiente longe da escuridão total. Eu reduzi quase que 100% os casos de pânico noturno desse modo. Infelizmente ainda acontecem pois elas se assustam até com o ruídos dos próprios filhotes, pedindo por comida durante a madrugada ou qdo acidentalmente esbarram nos brinquedos oferecidos que tem o objetivo de evitar o stress, mas que por um descuido acaba sendo o motivo do stress.
Espero ter ajudado!!


Um forte abraço!


Agradecimentos.:
» Parque das Calopsitas
» Membros do Clube dos Psitacídeos®
» Rodrigo Passos - Ninhos Natuvida.
» Antonio Silva - Edição e complementos.

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

  ©Veterinário de Aves Exóticas e Silvestres. - Todos os direitos reservados.

Template by Clube dos Psitacídeos® | Topo