Artigo do Mês » Guia prático de Gerenciamento de Canaril

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Aminoácidos
As aves necessitam ser bem nutridas em termos de energia, vitaminas, minerais, ácidos graxos essenciais e proteína/aminoácidos para expressar todo o seu potencial genético. Os aminoácidos são considerados os mais importantes dos nutrientes supracitados.
As proporções dos aminoácidos nas dietas são importantes, simplesmente porque alguns aminoácidos são essenciais, pois eles não podem ser sintetizados pelos pássaros, utilizando outros aminoácidos para suprir os seus requerimentos. Para as aves, os aminoácidos essenciais são a metionina, lisina, treonina, leucina, valina, isoleucina, arginina, fenilalanina, istidina e triptofano. Cistina e tirosina são semi-essenciais porque eles podem ser sintetizados a partir da metionina e fenilalanina, respectivamente.
Os requerimentos de energia dos pássaros são supridos, na maioria das dietas, pelo uso de cereais (sementes) ricos em amido e por gorduras. Em geral, os cereais possuem baixos níveis de proteínas com balanço ruim de aminoácidos. Devido a este problema, torna-se necessário o uso adicional de ingredientes ricos em proteínas. As proteínas derivadas de fontes vegetais possuem baixos níveis de alguns aminoácidos essenciais, portanto, o balanço de aminoácidos difere do requerido pelos pássaros. Isto pode causar um problema, particularmente para o suprimento de metionina. 
A utilização de apenas proteínas derivadas de vegetais para suprir os requerimentos de aminoácidos essenciais, pode causar alguns problemas nutricionais. Por exemplo, alto nível de aminoácidos não essenciais podem aumentar o requerimento de alguns aminoácidos essenciais, como a metionina. Em adição, o excesso de proteína na dieta, vai causar maior excreção de nitrogênio pelas aves, pois os aminoácidos são desaminados e a cadeia de carbono é utilizada como fonte de energia.
A utilização de proteínas derivadas de produtos animais, como ovo desidratado, que possui altos níveis e um melhor balanço de aminoácidos essenciais que em associação com aminoácidos sintéticos, complementam de maneira mais equilibrada, a exigência das aves.
Algumas sementes que são freqüentemente utilizadas nas dietas das aves possuem outros problemas, associados com fatores anti-nutricionais que, na maioria das vezes, são inibidores de enzimas proteolíticas e normalmente estão ligados à proteína. Alguns destes fatores são termolábeis e podem ser desativados com o tratamento térmico. 
Com isto, podemos concluir que o moderno conhecimento nutricional indica que as aves possuem requerimentos específicos de aminoácidos, os quais devem ser supridos, para que elas possam expressar todo o seu potencial genético. Se apenas um aminoácido não for suprido ele pode ser limitante para a ave.
A utilização de fontes de proteínas de alta qualidade e devidamente balanceadas, mais a suplementação com aminoácidos purificados é a melhor maneira de nutrir adequadamente as aves para suprir seus requerimentos proteicos.

Agradecimentos.:
  1. Marcelo Moura - Zootecnista - Criadouro Moura (em construção)
  2. Membros do Clube dos Psitacídeos®

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

  ©Veterinário de Aves Exóticas e Silvestres. - Todos os direitos reservados.

Template by Clube dos Psitacídeos® | Topo